6 de abr de 2009

POR ONDE ANDA BILA ORTIZ?

Bem que minha mãe aconselhava: "Não se meta a passar de pato a ganso". Fui me meter a colunista de jornal e, para manter a tradição dos estreantes, comi uma tremenda barriga ao incluir Yolanda Pereira (sempre me dou mal com as Iolandas..) entre as maravilhas de Uruguaiana,  o que me valeu um reparo do Daniel Fanti:

“A Srta. Yolanda Pereira... foi nossa 1ª Miss Universo em 1930 e era natural da cidade de Pelotas. O busto de miss a que se refere era em madeira e enfeitava a Sala de Leitura do Clube Comercial, correto. Porém, desculpe, mais uma correção, tratava-se do busto de Bila Ortiz, que foi Miss Uruguaiana e Miss Rio Grande do Sul em 1929, esta sim, era uruguaianense."

Muito obrigado, Daniel. Assumo a gafe eventual, pequena é verdade diante das que são cometidas por nossos dirigentes quase que diariamente. Mea culpa.

Mas o que me deixou deveras preocupado foi a continuação do parágrafo, a frase seguinte: "O referido busto desapareceu misteriosamente, nunca se soube quem o levou e onde se encontra e se existe ainda.”.

Como pode ter acontecido uma  coisa dessas, um busto desaparecer da sala de leitura do Clube mais tradicional da cidade debaixo do nariz de seus associados e ninguém dar pela coisa? Ainda mais considerando ser a peça  grande, pesada, e estar sobre um pedestal também impossível de não ser sua falta.

Ah, aí tem história! Convoco aqui o Daniel, e todos os outros guardiões da cultura local a uma cruzada para localizar Bila Ortiz nossa miss desaparecida misteriosamente.

Descontado o mico cometido por esse escriba a carta do Fanti me deixou um bocado orgulhoso, afinal ela foi a primeira constatação de que alguém por aí ainda perde tempo lendo minhas historietas...

E não é que logo me chega um email do Fernando Moura, lá de Santana do Livramento também comentando meus escritos.

E o Fernandinho pegou pesado ao relembrar nosso amor pelo tricolor do Alamos, o imorredouro Sá Viana.

Falando em Sá Viana quero agradecer à minha irmã Gilda Gonçalves ao meu cunhado, Newton e a meus sobrinhos e agregados pelo presente que me fizeram: Uma camisa usada por um atleta sá vianense no ultimo jogo oficial daquele que foi minha maior paixão esportiva. Emocionante!

Minha mulher, que é Fluminense, achou linda a camiseta e não consegue entender como sendo eu tricolor sou rubro-negro, Flamengo, até a alma. Coisas do futebol.

Bem, por hoje é só porque nosso redator está cobrando a coluna para publicar na próxima quarta feira.

Não vamos deixar no esquecimento esse crime contra nossa memória, ajudem a esclarecer esse mistério:

Por onde anda Bila Ortiz?

Um comentário:

  1. Anônimo9:57 AM

    Esta foi uma desenterrada! Cresci ouvindo neste nome..A 'Tia Bila Ortiz' minha parenta miss. Tive uma cadela Basset Hound q foi batizada Bila em homenagem a parenta miss q segundo minha voH( materna) tinha as pernas grossas...hahahah! por isto da homenagem com minha cadela pernas grossas.Lembro q meu pai dizia q ela morava no Rio naquela casa de pedra ( a unica q sobrou) em copacabanana av. atlantica.maiores informacoes perguntem a meu pai(Francisco Viana)
    Fernando Viana.

    ResponderExcluir

Quer dar pitaco? É aqui. Obrigado por seu comentário.